O CEN publica o padrão EN 16640 para produtos de base biológica

O Comitê Técnico CEN/TC 411 do Comitê Europeu de Normalização (CEN) publicou o padrão EN 16640:2017: Bio-based products – Bio-based carbon content – Determination of the bio-based carbon content using the radiocarbon method (Produtos de base biológica – Conteúdo de carbono de base biológica – Determinação do conteúdo de carbono de base biológica com uso do método por radiocarbono). O CEN já havia publicado outras especificações técnicas baseadas no conteúdo de radiocarbono de materiais de origem biológica.

Existem três métodos especificados na CEN/TS 16640 para medir o teor de radiocarbono: contagem de cintilação líquida (LSC), ionização beta (BI) e espectrometria de massa com aceleradores (AMS). Segundo o EN 16640, o conteúdo de carbono de base biológica de um material é indicado como uma fração da massa da amostra, ou como uma fração do conteúdo total de carbono. Esse método de cálculo é aplicável a qualquer produto que contenha carbono orgânico, inclusive biocompostos.

O EN 16640:2017 suplanta a especificação técnica CEN/TS 16640, que foi desenvolvida em 2014. O padrão foi ratificado em dezembro de 2016 e disponibilizado em fevereiro de 2017. O CEN publicará o padrão europeu EN 16640 em agosto de 2017.

Especificações técnicas para os produtos de origem biológica

O CEN/TS 16640 é similar às especificações técnicas CEN/TS 16137 e CEN/TS 16295, anteriormente publicadas por um comitê técnico dedicado aos plásticos. Essas três especificações técnicas são baseadas na análise por radiocarbono. O CEN/TS 16640 é aplicável a todos os produtos de origem biológica, enquanto as outras duas são aplicáveis apenas aos plásticos e polímeros.

O CEN/TS 16137 apresenta métodos de referência para cálculos e análises relativos à determinação do teor de carbono da origem biogênica de plásticos e outros polímeros que contenham carbono orgânico.

O CEN/TS 16295 fornece os requisitos de divulgação, como declarações e rótulos, do teor de carbono de origem biogênica de polímeros, materiais de plástico, produtos de plástico semiacabados e produtos de plástico acabados, assim como compostos.

O Comitê Técnico CEN/TC 411 está, neste momento, a desenvolver outros relatórios e especificações. Em julho de 2017, o comitê ratificou o padrão EN 16766:2017: Bio-based solvents – Requirements and test methods (Solventes de base biológica – Exigências e métodos de análise), que suplanta o CEN/TS 16766:2015. Esse padrão estabelece as exigências para solventes de base biológica quanto a seu conteúdo de base biológica, suas propriedades técnicas e métodos de análise.

O Beta Analytic oferece análises de teor de carbono de origem biológica

O laboratório Beta Analytic é certificado pela norma ISO/IEC 17025: 2005, e utiliza o método AMS para medir o teor de carbono de origem biogênica em materiais. Em comparação com os outros dois métodos previstos na CEN/TS 16137, a análise por AMS é mais precisa e apresenta um desvio padrão de apenas 0,1%.

Com sede em Miami, Florida, o Beta Analytic recebe amostras de toda a Europa em seu escritório de encaminhamento em Londres, Reino Unido.

O Beta Analytic apoia a indústria europeia de carbono de origem biogênica ao oferecer medições de alta qualidade do teor desse tipo de carbono. O Beta Analytic não é afiliado ao CEN ou quaisquer de seus comitês técnicos.

Última atualização: novembro de 2017