Programa de rotulagem OK biobased

  • O selo OK biobased, oferecido pelo TÜV AUSTRIA e fundado pela Vinçotte, utiliza um sistema de estrelas para indicar o conteúdo de base biológica de um produto certificado – quanto mais estrelas, maior o conteúdo de carbono de base biológica.
  • Esse programa de rotulagem se aplica a materiais brutos e de base, intermediários, e acabados, que contenham pelo menos 30% de fração de carbono orgânico e 20% de conteúdo de carbono de base biológica.
  • A certificação OK biobased é válida por cinco anos e não implica a compostabilidade ou biodegradabilidade do produto.

OBSERVAÇÃO: O Beta Analytic não é afiliado ao TÜV AUSTRIA ou ao Programa OK biobased. As partes interessadas são convidadas a entrar em contato com o Beta Analytic para obter informações sobre como enviar amostras para a análise como parte da certificação OK biobased.


A certificação OK biobased

A Vinçotte, um órgão de inspeção e certificação da Bélgica, lançou o programa OK biobased em Setembro de 2009 para oferecer às empresas uma avaliação independente da renovabilidade de seus produtos. Agora integrado ao Grupo TÜV AUSTRIA, o esquema de certificação OK biobased continua a utilizar o sistema de estrelas para indicar o conteúdo de carbono de base biológica de um produto. Um produto de base biológica com uma estrela contém 20% a 40% de carbono de base biológica, enquanto um produto certificado com quatro estrelas contém mais de 80% de carbono de base biológica.

OK Biobased Logos
Crédito da imagem: European Bioplastics

O processo de certificação OK biobased

A certificação para o programa OK biobased pode levar mais de quatro semanas:

1º passo – Coleta de toda a informação necessária do produto, segundo as exigências do programa OK biobased.

2º passo – Análise do conteúdo de carbono de base biológica do produto e do conteúdo orgânico total, seguida pela avaliação dos resultados da análise e certificação.

A duração do 1º passo depende do tempo em que o candidato consegue fornecer as informações requeridas pelo TÜV AUSTRIA. O 2º passo demora entre duas e seis semanas.

Para iniciar a candidatura, é necessário enviar um formulário preenchido no website do TÜV AUSTRIA. Recomenda-se informar-se sobre os custos da certificação do TÜV AUSTRIA antes de enviar a(s) amostra(s) para análise.

Informações rápidas:

Qualificação do produto
  • Aplicável a materiais brutos e de base, intermediários, aditivos, e produtos acabados que sejam parcial ou totalmente feitos de “materiais provindos da natureza quimicamente não-modificados”, como madeira, fibra de madeira, fibra de algodão, amido, polpa de papel ou juta
  • Não aplicável a combustíveis sólidos, gasosos ou líquidos
Requerimentos básicos Cada produto deverá cumprir com estes dois requerimentos:

 

  • Ter pelo menos 20% de conteúdo de carbono de base biológica, medido segundo as normas ASTM D6866 ou CEN/TS 16137
  • Ter pelo menos 30% de conteúdo de carbono orgânico total (peso seco), medido segundo o documento TS-OK20 do TÜV AUSTRIA
Número necessário de medições 3 medições por parâmetro (conteúdo de carbono de base biológica e carbono orgânico total)
Validade da certificação 5 anos

Fonte: OK biobased Program TS OK20-e (PDF)

Observações:

– A porcentagem do conteúdo de carbono de base biológica e da fração de carbono orgânico é declarada no certificado, mas não no logo.
– A certificação OK biobased não poderá ser usada para declarar compostabilidade ou biodegradabilidade.
– Produtos acabados feitos com materiais ou intermediários certificados não são automaticamente certificados pelo programa OK biobased.
– Informações sobre tamanhos de amostras, manuseio e embalagem poderão ser encontradas no site do OK biobased (PDF).

Beta Analytic – fornecedor de serviços ASTM D6866

O laboratório Beta Analytic é acreditado pelo ISO/IEC 17025:2005 e apoia a indústria de carbono de base biológica com a oferta de análises precisas segundo a norma ASTM D6866. Com base em Miami, Florida, a empresa realiza análises de carbono de base biológica pela ASTM D6866 desde 2004. O Beta Analytic tem representantes em Beijing, na China; Londres, no Reino Unido; e Nagoya, no Japão.

Para o Beta Analytic, uma medição é suficiente para propósitos de pesquisa e desenvolvimento. Para maior credibilidade ou para o cálculo de médias, recomenda-se pelo menos duas medições. Se os resultados da análise ASTM D6866 forem utilizados para qualquer fim com ramificações legais, a empresa recomenda três a quatro análises.

Última atualização: Agosto 2018