COVID-19 Notice: WE ARE OPEN AND OPERATING NORMALLY
Beta Analytic, as a laboratory, is considered an essential business under Florida's statewide Stay-at-Home Order. Taking the necessary measures to maintain employees' safety, we continue to operate and accept samples for analysis. Please contact us BEFORE sending your samples so we can recommend you the best way to proceed.

Substitutos do Diesel: Biodiesel e Diesel de Biomassa

  • O biodiesel e o diesel de biomassa são duas alternativas ao diesel comum
  • A CFC – Comissão Federal de Comércio (ou “FTC – Federal Trade Commission”) definiu requisitos de rotulagem para o biodiesel e o diesel de biomassa
  • A Beta Analytic promove o uso do método ASTM D6866 para verificar a exatidão das misturas de biodiesel e diesel de biomassa

Biodiesel não é Diesel de Biomassa

FTC label for biomass-based dieselA Comissão Federal de Comércio dos EUA (ou “U.S. Federal Trade Commission”, em inglês) definiu o que significa biodiesel e biodiesel de biomassa para esclarecer as diferenças entre os dois. De acordo com a CFC, o diesel de biomassa é “um combustível substituto ao diesel produzido a partir de recursos renováveis não originados do petróleo e que atende aos requisitos de registro para combustíveis e aditivos para combustíveis estabelecidos pela Agência de Proteção Ambiental, de acordo com a norma 42 U.S.C. 7545, e inclui combustíveis derivados de resíduos animais, incluindo a gordura e os restos de aves, bem como outros materiais descartados ou procedentes de resíduos sólidos municipais, lodo e óleos derivados de águas residuais e do tratamento de águas residuais, excetuando o biodiesel.”

Nos EUA, o Padrão de Combustível Renovável da APA – PCR2 (ou “Renewable Fuel Standard – RFS2”), que foi atualizado em fevereiro de 2010, define o biodiesel de biomassa como sendo “um combustível renovável que emite pelo menos 50% menos gases de efeito estufa em seu ciclo de vida útil em comparação com a linha de base referente às emissões de gases de efeito estufa emitidos durante o ciclo de vida de um combustível” e que atende a todos os seguintes requisitos: (a) é um combustível usado para transporte, um aditivo a um combustível usado para transporte, óleo para aquecimento ou combustível para aviação; (b) satisfaz a definição de um biodiesel ou de um diesel renovável que não contém éster; e (c) é registrado como um combustível para automóveis ou como aditivo para combustível, de acordo com a norma “40 CFR part 79”, se o combustível ou aditivo de combustível é para ser usado em veículos. A APA esclarece que um combustível renovável co-processado com o petróleo não é considerado diesel de biomassa.

Biodiesel, por outro lado, significa “os ésteres mono alquila de ácidos graxos de cadeia longa derivados de substâncias de plantas ou animais que atendem: os requisitos de registro para combustíveis e aditivos de combustíveis, de acordo com a norma “40 CFR Part 79”; e os requisitos do padrão D6751-07b da ‘American Society for Testing and Materials’, conhecido como ‘Standard Specification for Biodiesel Fuel Blend Stock (B100) for Middle Distillate Fuels’.”

Uma combinação de biodiesel é obtida com a mistura de biodiesel e diesel a base de petróleo. Semelhantemente, uma combinação de diesel de biomassa contém diesel de biomassa e diesel.

Código de Cores da CFC dos EUA para o Biodiesel e o Diesel de Biomassa

FTC label for biodiesel
A CFC atribuiu rótulos em diferentes cores a estes substitutos do diesel – “azul” para o biodiesel e “laranja” para o diesel de biomassa. O nome do combustível é encontrado na parte superior do rótulo. Um texto que esclarece a porcentagem exata do substituto do diesel é encontrado debaixo do nome.

Misturas com mais de 5% de biodiesel ou diesel de biomassa precisam ser rotuladas de acordo com a determinação da CFC. As misturas com 5% ou menos de biodiesel ou diesel de biomassa não precisam de rótulos.

 

 

Verificando a Exatidão das Misturas de Biodiesel e Diesel de Biomassa Através do Método ASTM D6866

A Beta Analytic, Inc., sediada em Miami, na Flórida, é um laboratório de datação por radiocarbono com padrão de certificação ISO/IEC 17025:2005. A empresa promove o uso do método ASTM D6866 para verificar a exatidão das misturas de biocombustíveis.

O método ASTM D6866 pode ser utilizado para testar o conteúdo renovável do combustível. O método facilmente determina quanto da mistura é biodiesel ou diesel de biomassa, quantificando o carbono-14 presente nas amostras. O outro componente da mistura, ou seja, o diesel à base de petróleo, não contém carbono-14. Portanto, o carbono-14 medido através do método ASTM D6866 pode ser facilmente atribuído à porcentagem do combustível misturado proveniente de biomassa.