COVID-19 Notice: WE ARE OPEN AND OPERATING NORMALLY
Beta Analytic, as a laboratory, is considered an essential business under Florida's statewide Stay-at-Home Order. Taking the necessary measures to maintain employees' safety, we continue to operate and accept samples for analysis. Please contact us BEFORE sending your samples so we can recommend you the best way to proceed.

Análise por carbono-14 de curcumina

Análise por carbono-14 curcumina açafrão

O pó de açafrão, proveniente da planta Curcuma longa, consiste de diferentes curcuminóides, dentre as quais a curcumina. Ele apresenta uma distinta coloração amarela e proporciona muitos usos, como em aromas, coloração, ingredientes de cosméticos e suplementos. Assim como ocorre com muitos outros ingredientes naturais, a curcumina está sujeita à adulteração com sintéticos derivados do petróleo, e sua autenticidade é cada vez mais importante para fabricantes e fornecedores.

Adulteração de curcumina

A curcumina proveniente de fontes naturais é extraída do açafrão. No entanto, esse processo é mais caro do que a produção de curcumina a partir de compostos derivados do petróleo. No momento, muitas das rotas da produção sintética de curcumina são variações do método de Pabon, que originalmente utilizava acetilacetona e vanilina. A acetilacetona é produzida industrialmente com petroquímicos. A vanilina natural é escassa e cara de produzir, mas também pode ser fabricada sinteticamente a partir de petroquímicos a um preço muito mais baixo.

O uso de curcumina sintética em fórmulas está sujeito a potenciais repercussões regulatórias. O projeto de diretrizes de agosto de 2016 da U.S. Food and Drug Administration (FDA – Administração de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos) sobre novos ingredientes dietéticos enfatiza que imitações de ervas e plantas não são a mesma coisa que ervas e plantas e, portanto, não poderão ser qualificadas como ingredientes dietéticos, segundo o parágrafo 201(ff)(1)(C) da lei federal de alimentos, medicamentos e cosméticos.

Com as implicações regulatórias e o incentivo econômico à adulteração, e com a previsão de que o mercado de curcumina atingirá $100 milhões em 2023, é importante que fabricantes e fornecedores sejam capazes de detectar, de forma segura, a presença de quaisquer traços de curcumina sintética. Além disso, a autenticação de proveniência natural apresenta-se também como uma útil ferramenta de marketing, para conquistar a confiança dos consumidores.

Detectar adulterações com a análise por carbono-14

A análise por carbono-14 é uma ferramenta comprovadamente precisa para detectar a adulteração da curcumina natural com sua versão sintética derivada de petroquímicos. Segundo o American Botanical Council:

A substituição de cúrcuma natural com cúrcuma sintética é uma prática deliberada que engana a maioria dos testes espectroscópicos e analíticos. A medição isotópica de carbono, que requer um sofisticado espectrômtero de massa com aceleradores para medir o teor de C14 da amostra, é o método mais eficaz para determinar se o material de cúrcuma é derivado de plantas ou se é de origem sintética. [The replacement of natural curcumin with synthetic curcumin is a deliberate practice that eludes most spectroscopic and analytical tests. Carbon isotope measurement, requiring a sophisticated accelerator mass spectrometer to measure 14C in the sample, is the most effective method to determine if a curcumin material is plant-derived or of synthetic origin.]

O carbono-14, isótopo de carbono instável e levemente radioativo, começa o ciclo de carbono desde sua formação continuada na atmosfera superior. Assim, como plantas e animais respirantes – ou que respiravam até recentemente – fazem parte do ciclo de carbono, eles terão um teor conhecido de carbono-14. Os níveis do radioisótopo decai com o tempo; o petróleo e seus derivados são antigos demais para apresentar quaisquer traços de carbono-14. Dessa forma, medir o teor de carbono-14 oferece uma indicação clara do conteúdo natural (de base biológica) de um material como a curcumina.

Beta Analytic – um laboratório de análises de produtos naturais

O Beta Analytic é acreditado pelo ISO 17025 e oferece análises rápidas e de alta qualidade para testar a proveniência de produtos naturais com o uso do carbono-14, segundo dois padrões – ISO 16620-2 ou ASTM D6866, que reportam o conteúdo de carbono de base biológica como fração do carbono total (TC) ou do carbono orgânico total (TOC). Os resultados são entregues em 5-7 dias úteis, e podem ser acessados online 24 horas por dia, 7 dias por semana, com relatórios de garantia de qualidade e fotografias das amostras. Dispomos também de um serviço prioritário para análises com resultados em 4 ou menos dias úteis. Para consultas, por favor contate o Beta Analytic através de info@betalabservices.com, ou telefone para um de nossos escritórios locais de encaminhamento.

Referências:

Business Wire. Global Curcumin Market – Forecast to 2023 – Increased Research Focus to Enhance Curcumin Bioavailability Drives Market Growth – Research and Markets. Junho de 2017 (página acessada em agosto de 2017).

Pabon HJ. A synthesis of curcumin and related compounds. Recueil des Travaux Chimiques des Pays-Bas. 1964;83:379–86.

U.S. Department of Health and Human Services Food and Drug Administration Center for Food Safety and Applied Nutrition. Dietary Supplements: New Dietary Ingredient Notifications and Related Issues: Guidance for Industry. Agosto de 2016 (página acessada em julho de 2017).

Última atualização: Junho de 2018