O conteúdo de base biológica de óleos essenciais

Óleos essenciais naturais A análise de autenticidade de produtos naturais comÓleos essenciais são essências concentradas de plantas, extraídas por destilação ou compressão. São amplamente utilizados por seu sabor, fragrância e até mesmo efeitos terapêuticos. Devido à ampla variedade de aplicações e à crescente tendência da preferência por produtos “naturais”, há uma grande demanda para óleos essenciais nas indústrias de farmacêuticos, cosméticos, alimentos e bebidas.

O custo da produção de óleos essenciais é elevado, e com sua crescente popularidade houve o surgimento de versões sintéticas mais acessíveis, muitas vezes denotadas óleos de fragrância. As versões sintéticas não possuem exatamente os mesmos componentes que os óleos de origem natural. Na produção dos óleos essenciais naturais, há ainda outros compostos em baixa concentração que também são extraídos. Por exemplo, ao sintetizar cinamaldeído, não são gerados os outros compostos encontrados na canela natural.

A análise de conteúdo de base biológica (análise por carbono-14) determina se o óleo essencial é natural ou sintético. A análise de conteúdo de base biológica pode ser empregada por fornecedores e fabricantes para verificar se um óleo essencial foi adulterado com a alternativa sintética mais barata. Para se distinguir entre as diferentes fontes naturais, análises de isótopos estáveis ou outras análises químicas se fazem necessárias.

Óleos essenciais naturais e sintéticos

Óleo de amêndoa amarga e benzaldeído sintético

O óleo de amêndoa amarga é amplamente utilizado como agente de sabor. Além da semente de amêndoa, o óleo de amêndoa amarga também pode ser extraído de frutas como pêssegos e damascos. Devido à oferta limitada e elevado custo da forma natural, o composto sintético é comumente usado em produtos alimentícios e bebidas.

A análise de conteúdo de base biológica pode determinar se o óleo de amêndoa amarga originou de fontes naturais ou sintéticas, ou se é uma mistura de ambas. No entanto, a análise de conteúdo de base biológica não é capaz de distinguir entre as diferentes fontes naturais.

Óleo de canela e cinamaldeído sintético

O óleo de canela é usado na indústria de alimentos como agente de sabor e aroma, e como fungicida, por seus benefícios para a saúde. Há dois tipos de óleo de canela: o óleo da casca de canela, mais forte e de produção mais cara; e o óleo da folha de canela e de cássia, mais barato. Devido ao alto custo de produção, é o óleo de casca de canela que corre o maior risco de adulteração com uma alternativa mais barata.

A análise de conteúdo de base biológica pode verificar se o óleo de canela é de origem natural ou se foi adulterado com cinamaldeído sintético.

Linalol natural de óleo essencial e linalol sintético

O linalol é um componente chave do óleo de coentro, que em sua forma natural é extraído das sementes da planta Coriandrum sativum L. (C. sativum)​. O linalol é também um componente dos óleos de bergamota, lavanda, mentha citrata e jacarandá. O químico aromático é utilizado em aromas e sabores, conservantes, loções e remédios terapêuticos. ​

A análise de conteúdo de carbono de base biológica pode identificar o linalol de origem sintética, que é quimicamente igual ao linalol destilado do óleo de lavanda, mas não é botânico em sua origem. No entanto, a análise de conteúdo de carbono de base biológica não é capaz de distinguir a origem botânica específica do linalol natural, ou de identificar o linalol sintético fabricado a partir de beta-pineno, um subproduto da indústria papeleira.

Óleo essencial de tomilho e timol sintético

O óleo essencial de tomilho possui muitas propriedades medicinais. Ele contém timol, que confere ao óleo essencial suas propriedades antissépticas. O timol sintético é utilizado como antisséptico em desinfetantes bucais e em desinfetantes de uso geral, entre muitas outras aplicações.

A análise de conteúdo de carbono de base biológica é capaz de distinguir o óleo essencial de tomilho (quimiotipo timol) extraído de plantas, como as da família Lamiaceae, do timol sintético, que pode ser fabricado em laboratório com um alto grau de pureza (99.9+%) a partir de fontes petroquímicas, por um custo muito baixo.

A análise de produtos naturais com o método de Carbono-14 pode ser utilizada para averiguar se estes óleos essenciais contêm adulterantes derivados de petroquímicos.

Óleo Essencial (Essential Oil)Adulterante Sintético (Synthetic Adulterant)
Óleo de amêndoa amarga (Bitter Almond Oil)Benzaldeído (Benzaldehyde)
Óleo de cássia (Cassia Oil)Cinamaldeído, cumarina (Cinnamaldehyde, Coumarin)
Óleo de casca de canela (Cinnamon Bark Oil)Cinamaldeído (Cinnamaldehyde)
Óleo de capim-limão (Lemongrass Oil)Citral
Óleo de litsea cubeba (Litsea Cubeba Oil)
Óleo de cominho (Cumin Fruit Oil)Cuminaldeído (Cuminaldehyde)
Óleo de manjericão (Basil Oils)Linalol (Linalool)
Óleo de bergamota (Bergamot Oil)
Óleo de coentro (Coriander Fruit Oil)
Óleo de hortelã levante (Mentha Citrata Oil)
Óleo de noz moscada (Nutmeg Oil)
Óleo de alecrim (Rosemary Oil)
Óleo de pau-rosa (Rosewood Oil)
Óleo de hortelã pimenta (Peppermint Oil)Mentol, óleo mineral (Menthol, Mineral Oil)
Óleo de gaultéria (Wintergreen Oil)Salicilato de metila (Methyl Salicylate)
Óleo de orégano (Origanum Oil)Timol (Thymol)
Óleo de tomilho (Thyme Oil)

Os serviços de análise de conteúdo de base biológica do Beta Analytic

O laboratório Beta Analytic é acreditado pela norma ISO/IEC 17025:2005 e oferece análises de conteúdo de base biológica rápidas e de alta qualidade. Os resultados são entregues em 2-5 dias úteis. O laboratório é sediado em Miami e fornece relatórios de resultados de acordo com o padrão ISO 16620-2 8.3.2: conteúdo de carbono de base biológica como fração de carbono total. Para mais informações, envie um email para info@betalabservices.com.

 

óleos essenciais A análise de autenticidade de produtos naturais com