A indústria do bioetanol

São produzidos bilhões de galões de etanol todos os anos, tanto de recursos renováveis (bioetanol) quanto de petróleo (etanol sintético). Os dois são quimicamente indistinguíveis. Ao passo que o Padrão de Combustíveis Renováveis de janeiro de 2006 avança, a distinção entre os dois é necessária e prática por três motivos:

  • Para efeitos de explicação de origem e contabilidade tributária.
  • Para verificar a quantidade de bioetanol na mistura.
  • Para verificar a integridade do Padrão de Combustíveis Renováveis, tendo em vista sua aplicação exclusiva ao bioetanol.

A norma ASTM D6866 é o método aprovado pelo governo dos Estados Unidos para determinar o teor renovável/de base biológica de produtos naturais, inclusive de aditivos de etanol, aditivos de biodiesel e outros produtos de base biológica. O método é utilizado rotineiramente pela USDA na identificação de produtos de base biológica, e é aplicado sem modificações na identificação e quantificação de bioetanol.

Analisando o conteúdo de base biológica do bioetanol

Identificar a origem do etanol serve para quatro importantes propósitos:

  1. Proteger os interesses de produtores de biomassa e empresários que investem na produção de bioetanol.
  2. Garantir que o etanol importado declarado como bioetanol parte de uma fundamentação correta e honesta.
  3. Impedir fraudes ou outras representações desonestas do etanol como bioetanol visando obter créditos fiscais.
  4. Proporcionar um único número de referência (utilizando a ASTM D6866) a ser incluído nas exigências contábeis relacionadas a créditos fiscais, distribuição, utilização e consumo de bioetanol.

O etanol produzido a partir de combustíveis fósseis é de especial preocupação para a indústria de bioetanol. O etanol sintético é quimicamente indistinguível do etanol renovável produzido de biomassa.1

Proteger os interesses de produtores de biomassa e empresários que investem na produção de bioetanol é de suma importância para o sucesso da economia nacional do etanol. Muitos líderes de mercado do setor não estão cientes do fato de que o etanol sintético pode ser facilmente obtido de produtores de petróleo nacionais e estrangeiros. Apesar do etanol sintético ser quimicamente indistinguível do bioetanol, ele pode ser reconhecido diretamente com o método ASTM D6866.

O gráfico abaixo mostra a quantidade de etanol sintético produzido pelos maiores produtores de etanol sintético do mundo.

isocenter

1. Dijs, Ivo J; van der Windt, Eric; Kaihola, Lauri; van der Borg, Klaas. QUANTITATIVE DETERMINATION BY 14C ANALYSIS OF THE BIOLOGICAL COMPONENT IN
FUELS. RADIOCARBON
, Vol 48, Nr 3, 2006, p 315-323.