Análise da EN 15440 para combustíveis sólidos recuperados

  • A EN 15440 foi desenvolvida para a determinação de combustíveis sólidos recuperados
  • Os métodos baseados na análise de carbono 14 são parte da norma EN 15440
  • Beta Analytic fornece análise de carbono 14 conforme a EN 15440

EN 15440
TO Comité Europeu de Normalização, ou CEN, publicou uma especificação técnica em 2006 sobre a determinação do teor de carbono de origem biogênica nos combustíveis sólidos recuperados (SRF por suas siglas em Inglês). A CEN/TS 15440:2006 indicava três métodos: o método de dissolução seletiva, a triagem manual, e o método reducionista.

O Grupo de Trabalho CEN 343, responsável pela criação de normas para os SRF, publicou a EN 15440:2011, uma revisão do documento de 2006. A norma EN 15440 não inclui mais o método reducionista e especifica três métodos baseados na análise de carbono 14 para determinar o teor de biomassa ou de carbono de origem biogênica dos SRF. O teor de carbono 14 nos SRF pode ser medido pelo Método Proporcional de Cintilação (PSM em inglês), por Ionização Beta (BI em inglês), ou pela Espectrometria de Massas com Aceleradores (AMS em inglês). A norma EN 15440 também inclui um exemplo de como converter o teor de carbono de origem biogénica em energia a partir de biomassa.

Métodos de EN 15440:2011

A EN 15440 recomenda três métodos para determinar a fracção de biomassa dos resíduos mistos.

1. Método de dissolução seletiva (SDM em inglês): com base na reação de biomassa numa mistura de ácido sulfúrico e peróxido de hidrogénio. Este método não é apropriado se a amostra de SRF contém componentes de biomassa que são insolúveis no ácido sulfúrico ou componentes combustíveis fósseis solúveis do ácido.

Conforme a EN 15440, o SDM não deve ser aplicado se os seguintes materiais estão presentes em quantidades superiores a 5%: combustíveis sólidos (por exemplo, hulha, coque, lenhite, turfa), carvão vegetal, plásticos biodegradáveis a partir de combustíveis fósseis, plásticos não biodegradáveis de origem biogênica, óleos ou gordura presentes como constituintes da biomassa, resíduos de borracha sintética e/ou natural, lã, viscose, borracha de silicone, ou nylon, poliuretano ou outros polímeros contendo grupos amino moleculares. Para os resíduos de borracha, o limite é de 10%.

2. Triagem manual: este método envolve a inspeção visual, por isso não é eficaz se os componentes da SRF foram comprimidos ou ralados muito pequenos. Este método só é aplicável para materiais com um tamanho de partícula maior do que 10 mm e com fracções fisicamente e visualmente distinguíveis para a separação e quantificação.

3. Método de carbono 14: Este método mede o conteúdo de radiocarbono de resíduos mistos e é aplicável a todos os materiais.

Fonte: Comissão Europeia, MRR Guidance Document No. 3 (Outubro de 2012)

Normas de amostragem para a EN 15440

As normas que podem ser utilizados para combustíveis sólidos recuperados são:

  • EN 15442 e EN 15443: amostragem, transporte, armazenagem de combustíveis sólidos recuperados e preparação da amostra em campo
  • EN 15413: preparação da amostra (amostra de laboratório)

Beta Analytic fornece análises para a EN 15440

Beta Analytic, laboratório certificado com a ISO/IEC 17025:2005 e com sede em Miami – Flórida, fornece análise de carbono 14 conforme a norma EN 15440, mas não oferece o método de dissolução seletiva ou a triagem manual. A empresa oferece exclusivamente os métodos baseados na datação por radiocarbono. Para comodidade dos seus clientes europeus, a empresa tem um escritório em Londres, no Reino Unido.

Página atualizada pela última vez no 15 de Fevereiro de 2014